Publicidade
Toque de Alerta - toquedealerta.com.br
SEGURANÇA
Sexta - 12 de Outubro de 2012 às 08:49

    Imprimir


Foto: Arquivo/Ilustrar
Foto: Arquivo/Ilustrar

Foi inaugurada na quinta-feira (11.10), no município de Tabaporã, a "Casa Protetiva" para atender crianças e adolescentes em situação de risco. A reforma do prédio foi viabilizada por meio de recursos obtidos em transações penais e Termos de Ajustamento de Conduta firmados pelo Ministério Público do Estado de Mato Grosso. Ao todo, foram investidos aproximadamente R$ 89 mil, incluindo a mobília.

De acordo com a promotora de Justiça Roberta Cheregati, o Ministério Público vem, desde 2010, tentando encontrar uma alternativa para resolver o problema da ausência de casa protetiva no município. “Instauramos um inquérito civil e realizamos várias reuniões com as autoridades locais sobre o assunto. O prefeito, à época, destinou um prédio para funcionamento da casa e através de transações penais e TAC´s obtivemos o valor para reforma do ambiente”, disse a promotora de Justiça.

Segundo ela, por ser um prédio bem amplo, o espaço foi dividido em duas construções, uma destinada à "Casa Protetiva", com capacidade para dez crianças, e a outra para assistência social realizar atividades recreativas com os idosos. Com a reforma, toda a parte elétrica, janelas, portas, telhado, forro e cerâmica do ambiente foram trocados.

“O funcionamento da casa de passagem no município de Tabaporã constitui um objetivo alcançado pelo Ministério Público e representa uma conquista ao município, eis que algumas vezes tínhamos crianças em situação de risco sem um local adequado para acolhê-las provisoriamente”, disse a promotora de Justiça.

Lembrou que, em uma determinada ocasião, quatro crianças foram abandonados pela mãe e nenhum parente queria cuidar até que o caso fosse resolvido. “Eram 10 horas da noite e eu, juntamente com os conselheiros tutelares, fomos até a casa da avó materna das crianças tentando sensibilizá-la para que acolhesse os netos por pelo menos por uma noite. Felizmente, após muita conversa, a avó atendeu ao nosso pedido e no outro dia pudemos localizar o pai das crianças que atualmente está com os filhos”, contou.






URL Fonte: http://toquedealerta.com.br/noticia/16321/visualizar/